Nutrição e Alimentos Valdeni Duarte

Saladas, Entenda Sua Importância no Cardápio

Quando falamos de alimentação saudável, é impossível não deixar de pensar no poder das saladas e tudo que elas podem oferecer de benefícios à saúde. Embora a maioria das questões relacionadas à alimentação tenha margens para debates a respeito dos efeitos positivos e negativos de determinados alimentos, quando o assunto é salada, é unanimidade que, quanto maior o seu consumo, melhor.

saladasPorém, nem tudo são flores e, em alguns casos, é complicado se render aos benefícios das saladas quando nos colocamos à frente de um suculento pedaço de picanha ou de uma massa daquelas irresistíveis. A conversa fica ainda mais complicada quando o papo é conseguir colocar as saladas nos pratos das crianças, sendo praticamente indispensável o uso de alguns artifícios para conseguir convencer a criançada a se render aos poderes das alfaces, brócolis e tomates.

Incluindo as Saladas no Dia a Dia

Entre as opções de saladas que podemos incluir no dia a dia, algumas das mais comentadas ultimamente são aquelas que incluem frutas em sua composição. As chamadas Saladas Primavera são muito bem-vindas quando o assunto é incrementar a alimentação de maneira mais saudável, já que, através delas, conseguimos incluir ainda mais benefícios em uma só refeição.

Em se tratando de salada primavera, algumas frutas são escolha certa na hora de combinar com verduras e legumes. Peras, maçãs e até o mamão vão muito bem com folhas verdes, tendo ainda a possibilidade de incluir um suco de limão ou laranja espremidos para temperar, deixando ainda mais saudável o seu prato.

Não como regra, mas como forma simples de definir o quanto de salada consumir em uma refeição, a regra das cores vem muito bem a calhar: quanto mais colorido for o prato de saladas, melhor.

Ao invés de ficar só no verde das folhas, inclua em seu prato o vermelho do tomate, o laranja da cenoura, o branco do rabanete e o roxo da beterraba. Os resultados, com certeza serão ainda melhores.

Importância Das Saladas no Cardápio

saladas receitas

Os benefícios das saladas são inúmeros para quem a consume diariamente. Fonte de baixa caloria e alto teor de água, ela garante o bom funcionamento do organismo, garantindo resultados de desintoxicação e melhora do sistema digestivo. Além disso, em dietas, as saladas são uma das poucas coisas que são completamente liberadas, podendo ser uma boa saída para fugir dos momentos de fome.

A salada também contribui para o efeito de saciedade. Por isso, seu uso é mais recomendado como entrada ao prato principal. Porém, por ter um efeito digestivo e ser bem leve quando comparada a outros tipos de alimentos, ela também pode ser consumida sem problemas após o prato principal, auxiliando na digestão e ajudando a aumentar o período de saciedade após a refeição.

O ideal, quando estamos falando do almoço no dia a dia, quando normalmente precisamos de um almoço rápido durante o horário de trabalho, é alternar a salada algumas vezes como entrada, outras vezes após a refeição. Além disso, experimente também incluir a salada durante o prato principal, alternado entre massas e carnes, e utilizando seu poderoso efeito digestivo e de saciedade de melhor forma.

Colocando Mais Verde no Prato das Crianças

saladas light

Salada e crianças são duas coisas que dificilmente andam juntas, e só quem já ficou horas tentando negociar com uma criança para ela aceitar comer míseras fatias de tomate sabe o drama que pode ser conseguir incentivar as crianças a comerem as saladas. Para facilitar esse tão penoso trabalho, reunimos algumas dicas de especialistas, que acabam fazendo as crianças se adaptarem à inclusão de mais cores no preto e branco do arroz com feijão.

Deixe a criança se habituar à salada – ao permitir que a criança escolha qual salada ela gostaria de levar para casa do mercado, pedir sua ajuda no preparo e permitir um envolvimento sentimental com frutas, verduras e legumes, ajudará a deixar mais fácil a aceitação dos vegetais em seu cardápio. Com a ajuda da criança, será mais fácil identificar o que ela gosta e, por consequência, conseguir incluir isso no prato.

A criança precisa sentir o alimento – ao preparar uma salada ou vegetal, corte-os em grandes pedaços. Com isso, a criança pegará o alimento com a mão, o que causará um maior envolvimento, incentivando que a criança se habitue a manusear o alimento e ter maior familiaridade com ele.

Capriche no molho – Ao utilizar molhos coloridos no prato, será mais fácil convencer a criança de que a salada é apetitosa. Mas, nesse caso, tenha cuidado com os molhos industrializados.Eles podem ter muitos conservantes, o que pode prejudicar a saúde em longo prazo. Por isso, prefira fazer os molhos que serão utilizados nos pratos. E se, nesse caso, você conseguir prepará-los junto com a criança, maior será a interatividade com a comida e, por consequência, a possibilidade de ela querer experimentá-la.

Sirva primeiro a salada – Esse é um artifício principalmente para crianças afobadas que, ao estarem com fome, vão querer experimentar o que estiver pela frente. Assim, será mais fácil começar a incluir as verdinhas no prato de seu filho.

Receitas de Saladas Para Emagrecer de Forma Saudável!

| Website

Proprietário do site, adora ler e compartilhar informações sobre saúde na internet. Criou o blog Dieta e Boa Saúde em 07 de março de 2014, onde compartilha dicas de alimentação e hábitos de vida saudáveis, bem como plantas medicinais, exercícios, receitas e afins".

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.