Óleo Mineral Para Que Serve, Quais os Benefícios e Usos.

O óleo mineral é um produto muito versátil e com as mais diversas aplicações. Muito utilizado na indústria de cosméticos para tratar a pele e cabelos, o óleo também é usado para cuidar de um problema comum de saúde: a constipação. O óleo mineral é resultado do refinamento do petróleo.

Quais os Benefícios do Óleo Mineral?

óleo mineral laxante

Óleo mineral laxante

A principal propriedade do óleo mineral é hidratar a pele, por essa razão é um ingrediente muito presente em cremes e loções. Se você tiver a pele muito ressecada e deseja nutri-la rapidamente acrescente à embalagem da sua loção corporal metade da quantidade do óleo.

Quem sofre com as fezes ressecada, incluindo mulheres durante a gestação, o óleo mineral pode dar uma ajudinha, com a ingestão com apenas 2 colheres de sopa 2 horas antes das refeições, o efeito é benéfico pelo fato de, após a sua ingestão, o óleo deixa a absorção de água mais lenta pelo intestino, deixando o bolo fecal mais macio e a mucosa intestinal mais lubrificada.

Foi na praia e esqueceu o protetor solar? Quando voltar procure usar o óleo mineral, ele tem a propriedade de acalmar a irritação por insolação, dependendo da gravidade da exposição ao sol, a pele pode se sentir ressecada, ardida e inflamada. Procure sempre usar o óleo  (nesse caso) após o banho e verá que a pele irá se recuperar rapidamente.  E não só para cuidados pessoais que o óleo mineral serve, é utilizado também para lubrificar máquinas e motores facilitando assim o trabalho.

PROPAGANDA

Além de hidratar e lubrificar, o óleo tem a propriedade de remover a maquiagem, presente em muitos demaquilantes, é uma boa opção caso o seu removedor de maquiagem acabe.

Caso seja aromatizado com uma fragrância suave pode ser usado para aplicarmos em bebês e hidratar a sua pele delicada, criando uma camada de proteção.

Há alguma contraindicação para o uso de óleo mineral?

Se o objetivo do uso for para esvaziamento gástrico o óleo não deve ter uso contínuo pois pode irritar a mucosa intestinal causando vários outros problemas de saúde.

Gestantes, lactantes, idosos e crianças devem fazer uso do óleo somente com acompanhamento médico.

Seu consumo em excesso por causar náuseas, cólicas, vômitos, diarreia, coceira em torno do ânus, distensão abdominal, gases e inflamação do reto.

Algumas pesquisas mostraram que há uma grande chance do óleo mineral causar câncer, no entanto, maiores pesquisas devem ser realizadas para comprovação desse fato.

Há muita polêmica em torno do uso, por ser derivado do petróleo, pesquisadores acreditam que seu uso prolongado pode ser prejudicial para a saúde, há quem diga que ao invés de hidratar o óleo mineral na verdade obstrui os poros e sufoca a pele, não a deixando respirar, aumentando ainda mais a secreção de óleo e piorando o quadro da acne.

Qual a diferença entre óleo mineral e óleo vegetal?

Diferença do óleo mineral do óleo vegetal

Diferença do óleo mineral do óleo vegetal

Tanto o mineral quanto o óleo vegetal têm objetivo de hidratação. O mineral vai formar uma barreira que impede que água evapore, tampando os poros e evitando o ressecamento da pele, por esse motivo o óleo mineral é indicado em casos de queimaduras, vai proteger a região queimada evitando que ela resseque, hidratando a pele, enquanto que os óleos vegetais têm um ótimo rendimento em preparações culinárias, além de ser rico em vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E e K). O óleo mineral é processado a partir do petróleo, já o óleo vegetal é extraído de plantas, principalmente de sementes.

Há alguma terapia alternativa para o uso de óleo mineral?

Laxantes não são uma boa opção para quem tem o intestino mais preguiçoso. Podemos fazer uso de outros alimentos ricos em fibras e associar a prática de atividade física desde que haja hábitos alimentares adequados. Exercícios físicos estimulam os movimentos peristálticos do intestino diminuindo o desconforto gástrico, quando associado a uma dieta rica em vegetais, frutas, líquidos e cereais integrais o nosso corpo não fica tão dependente desse tipo de substância.

PROPAGANDA