Guaraná: Benefícios, Quantidade Recomendada e Contraindicações

Quando se fala em guaraná estamos mais acostumados a pensar no refrigerante, que não nem um pouco saudável. Mas quando se trata da fruta, essa sim consegue oferecer inúmeros benefícios, tanto para a saúde emocional quanto para a física.

O guaraná é uma fruta típica da região amazônica e bastante consumida pelos moradores da área. Além de ser antioxidante, ela também ajuda o corpo a viver por mais tempo e com mais saúde. A fruta também pode ser encontrada em outros países como Venezuela, e Guianas.

guaraná fruta

Grande parte das propriedades nutricionais que a fruta oferece está nas sementes. Dela, fabrica-se o pó de guaraná que possui um sabor amargo e adstringente. Você pode até achar estranho que seja assim, até porque o refrigerante tem um sabor muito agradável. Mas só é dessa forma porque nele é colocada uma grande quantidade de açúcar.

O pó de guaraná pode ser consumido de várias formas, inclusive misturado ao açaí. Veja abaixo as vantagens que esse fruto pode oferecer para a saúde.

PROPAGANDA

Guarana: Benefícios

Controla a glicemia

Os diabéticos podem adquirir muitas vantagens desse fruto. Por possuir pectinas — um tipo de fibra que absorve água — o guaraná ajuda no controle dos níveis de açúcar na corrente sanguínea. Como as fibras aumentam de tamanho, esvaziamento gástrico demora para acontecer e os carboidratos são metabolizados de forma mais lenta.

O guaraná ajuda no emagrecimento

É claro que a perda de peso não acontecerá pela simples ingestão do guaraná. É necessário unir um conjunto de fatores como aliar atividades físicas a uma alimentação balanceada e de acordo com as suas necessidades. Mas, consumi-lo pode ajudar a acelerar essa perda, tornando-a mais rápida.

Por conter cafeína, a fruta promove efeito termogênico, ou seja, ela acelera o metabolismo e assim, a quebra de células de gordura precisa ocorrer para liberar mais energia para corpo. Isso ocorre, principalmente, se você pratica exercícios.

Aumenta a concentração e o raciocínio

Algumas substâncias presentes no guaraná como a cafeína, a teofilina e a teobromina agem diretamente no tálamo. Ele fica localizado no cérebro e consegue coordenar a liberação e a síntese de diversas substâncias essenciais para o funcionamento do nosso corpo.

O tálamo também é local no qual estão envolvidas ações como atenção, seletividade de objetos, foco e o nosso sistema de alerta.

Promove melhor desempenho nos exercícios

Para aqueles que desejam progredir durante os exercícios físicos como conseguir levantar mais carga, atingir uma distância maior em menos tempo de corrida ou ter mais fôlego para nadar, o consumo de guaraná é uma boa alternativa.

Por conta da presença de cafeína, ele consegue oferecer mais energia quando é necessário. É um recursos que age como um estimulante do sistema nervoso e também ajuda na liberação de neurotransmissores como a dopamina e a adrenalina.

Alivia a dor de cabeça

Apenas o guaraná não é capaz de resolver o problema da dor de cabeça, mas pode ser utilizado como uma substância coadjuvante ao tratamento da enxaqueca. O efeito central que a cafeína promove (redução do calibre dos vasos sanguíneos) acaba reduzindo o fluxo sanguíneo para o cérebro.

Em diversas pesquisas já foi identificado que enquanto estão sentindo dor de cabeça, as pessoas estão com os vasos dilatados. Então, a vasoconstrição reduziria a dor.

Equilibra as taxas de colesterol

No guaraná encontramos algumas substâncias extremamente benéficas para a nossa saúde: os flavonoides e as saponinas. Tanto uma como a outra conseguem ajudar no controle dos níveis do colesterol ruim, ou seja, do LDL.

Soma-se a esse benefício o fato de também ser encontrado no fruto um outro nutriente: a teobromina. Ela consegue aumentar as taxas do bom colesterol na corrente sanguínea, ou seja, do HDL.

Como colocar o guaraná na dieta?

quantidade de pó de guaraná

Ainda não há pesquisas suficientes que garantam a quantidade de pó de guaraná que um adulto pode ingerir. Porém, a dose segura recomendada fica entre 0,5 até 2 gramas, o mesmo que 1 ou 4 colheres de café durante o dia.

O pó pode ser bebido misturado à água ou a outras bebidas como sucos. Porém, por ter um sabor amargo, é recomendável misturado a água que tenha um pouco mais de açúcar como frutas e smoothies.

Há contraindicações?

Por ser um alimento termogênico e que ainda está em estudo, é necessário ter muito cuidado com o consumo de guaraná. Por exemplo, pessoas que apresentam dificuldade para dormir, possuem problemas cardíacos como arritmias, sofre de ansiedade, estresse e osteoporose não devem consumir a substância.

A cafeína, que está presente no guaraná, pode reduzir a absorção de nutrientes importantes pelo organismo como o cálcio. Isso pode ser observado, por exemplo, por meio de um exame de urina no qual encontra-se uma grande quantidade desse mineral. Essa é uma situação extremamente arriscada para mulheres idosas que acumulam fatores predisponentes para desenvolver doenças ósseas.

Leia Também:

  Granola: o que é, para que serve e benefícios.

 Açúcar de Coco: Propriedades e Diferenças Entre Mascavo e Refinado

 Banha de Porco: Benefícios, é Saudável, Tem Colesterol?

Você consome o guaraná com frequência? Conte pra gente quais sintomas e sinais sentiu e de que forma essa substância está melhorando a sua saúde!

PROPAGANDA