GOTA: CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO

A gota é caracterizada como um tipo diferenciado de artrite, que ocorre sempre que o ácido úrico começa a se acumular no sangue, causando, nesse caso, uma inflamação em uma ou mais articulações do indivíduo. De uma forma geral, a doença consiste em uma série de episódios tanto de dor, quanto de inflamação da articulação em si, o que a torna uma doença bastante incômoda.

Causas da Gota

Como já dito anteriormente, a causa da gota se relaciona à alta presença de ácido úrico no organismo do indivíduo, o que pode acontecer de duas diferentes formas: ou o seu corpo está com dificuldade para eliminação do ácido úrico, ou então, ele está produzindo a substância de forma excessiva. É quando o ácido úrico fica acumulado em uma articulação que cristais do mesmo são criados, causando tanto inflamação, quanto inchaço na articulação em questão.

Porém, o que faz com que o seu corpo não elimine corretamente ou produza muito ácido úrico não é uma razão conhecida, por conta disso, a gota pode ser também uma doença de caráter genética. Além disso, ela se manifesta mais em indivíduos do sexo masculino ou em mulheres depois da menopausa.

Também é comum que indivíduos que bebam muito álcool ou que tenham obesidade, diabetes, anemias, câncer no sangue ou doenças renais apresentem a gota.

Sintomas da Gota

No que diz respeito aos sintomas da gota, devemos destacar que é comum que eles envolvam uma ou até mais articulações. Entre as mais afetadas, devemos dar destaque para as articulações do joelho, do tornozelo e do dedão do pé.

PROPAGANDA

Geralmente, o incômodo começa durante a noite, quando o indivíduo começa a sentir as dores latejantes, fortes e arrasadoras. A articulação vai se tornar cada vez mais delicada, bem vermelha e quente. E, com o tempo, cobrir a articulação com um cobertor pode já ser um fator para causar muitas dores.

É comum que os ataques parem de acontecer durante alguns dias e voltem mais fortes. Além disso, os indivíduos com a doença também podem sentir febres, mas vale destacar que, geralmente, após a primeira crise de gota, o que ocorre é unicamente outro ataque, mais forte e mais intenso, e não a proliferação de novos sintomas.

Tratamento da Gota

Ao sofrer um dos ataques de gota, o que deve ser feito em primeiro plano é o início do tratamento por meio de medicamentos, que devem começar o quanto antes, principalmente para a prevenção de outros ataques.

Entre os medicamentos, podemos destacar os anti-inflamatórios não esteroides e, até mesmo, alguns analgésicos mais fortes, como é o caso da oxicodona, codeína e hidrocodeína, lembrando que os remédios só devem ser tomados com prescrição médica.

Além disso, unicamente para redução imediata dos sintomas e das crises, um remédio de nome colchicina pode ser ideal, já que ele reduz a inflamação, a dor e o inchaço. Medicamentos com esteroides também podem ser injetados diretamente na articulação que sofre com o ataque para alívio imediato da dor. Geralmente, a dor começa a deixar a articulação 12 horas após dado o início do tratamento, e some totalmente após cerca de 48 horas.

PROPAGANDA