Glutamina, Para que Serve e Como Tomar

Glutamina para que serve? Engorda ou emagrece? Tem contraindicações e efeitos colaterais? São muitas as dúvidas relacionadas ao uso da glutamina, apontada por alguns como aliada no ganho de massa muscular. Mas afinal, o que é glutamina

Neste artigo, esclareceremos o que é a glutamina, quais são suas indicações de uso, como usar, suas contraindicações e possíveis efeitos colaterais.

Quer entender de vez para que serve a glutamina? Continue lendo.

Glutamina para que serve

Antes de explicar glutamina para que serve, precisamos defini-la. A glutamina é um aminoácido não essencial. Aminoácidos são moléculas orgânicas que dão origem a diversos tipos de proteínas em nosso corpo.

Os aminoácidos se dividem entre essenciais e não essenciais; os não essenciais são aqueles que o corpo consegue produzir (a partir dos aminoácidos essenciais), enquanto os essenciais só podem ser obtidos através da alimentação.

PROPAGANDA

A glutamina é o aminoácido encontrado em maiores quantidades no plasma e no tecido muscular de pessoas saudáveis. Ela é responsável, principalmente, por nutrir as células do intestino, do sistema imunológico e as que participam dos processos de cicatrização.

Vale esclarecer que glutamina é diferente de glúten. Pessoas sensíveis ao glúten (celíacos) podem usar a glutamina sem problemas.

Glutamina, para que serve: quando é necessária a suplementação?

Além de ser sintetizada pelo próprio organismo, a glutamina pode ser obtida através de alguns alimentos, como carnes, peixes, ovos, leite e seus derivados, feijão, ervilhas, favas, beterraba, repolho, espinafre, couve e salsa. Na verdade, estes alimentos são ricos em ácido glutâmico, isoleucina e valina, aminoácidos essenciais que o corpo usa para fabricar a glutamina.

Glutamina para que serve e Como Tomar

Porém, há situações em que a glutamina sintetizada pelo organismo não é suficiente para suprir suas necessidades. Por isso, ela pode ser classificada como um aminoácido condicionalmente essencial. A suplementação de glutamina pode ser necessária nos seguintes casos:

  • Prática de atividade física de alta intensidade e longa duração.
  • Grandes cirurgias.
  • Infecções generalizadas.
  • Queimaduras extensas.
  • Câncer.
  • Aids
  • Dietas com baixa ingestão de proteínas (por longos períodos).

Pessoas com problemas intestinais e digestivos também podem obter benefícios com a suplementação de glutamina, desde que a mesma seja feita sob orientação médica.

Não há estudos que comprovem a eficácia da suplementação com glutamina para o aumento da massa muscular. O que já foi demonstrado é que ela tem um efeito redutor na perda de massa muscular em pacientes com graves quadros de atrofia, o que é algo bem distinto.

Embora não haja consenso sobre o tema, acredita-se que a suplementação de glutamina melhore a resposta imunológica de atletas após a realização de atividades de alta intensidade e longa duração.

Porém, para quem pratica exercícios de intensidade moderada ou mesmo de alta intensidade e curta duração, não existe a necessidade de suplementação com glutamina.

Vale mencionar que o suplemento whey protein, muito usado por praticantes de exercícios, já contém glutamina em sua composição.

Glutamina engorda ou emagrece?

Ainda não existe uma resposta definitiva para esta questão, já que faltam estudos sobre o tema. Pelo que se sabe até agora, é possível afirmar que a glutamina não engorda e pode ajudar na perda de peso.

Entretanto, conforme exposto anteriormente, a suplementação só é indicada em situações específicas. Portanto, não faz sentido começar a tomar glutamina somente com a intenção de emagrecer, até porque seus efeitos neste sentido não estão comprovados.

Um estudo-piloto, cujos resultados foram publicados em 2014, sugeriu que a glutamina é segura e efetiva no auxílio à perda de peso.

Glutamina: como tomar

O ideal é buscar a orientação de um profissional de saúde habilitado para consumir a glutamina como suplemento. Assim, será prescrita uma dosagem diária individualizada, de acordo com suas necessidades específicas.

Ao comprar um suplemento a base de glutamina, é importante conferir se o mesmo possui registro na Anvisa.

Em geral, é recomendada a glutamina em pó e sua dose diária varia de 10 a 15 gramas, fracionada em 2 ou 3 tomadas.

A glutamina deve ser misturada a líquidos em temperatura ambiente ou frios, pois altas temperaturas podem anular suas propriedades.

Glutamina: contraindicações e efeitos colaterais

Pessoas com problemas no fígado ou rins não devem utilizar suplementos a base de glutamina. Indivíduos com transtornos psiquiátricos ou com histórico de convulsões, só podem fazer a suplementação com glutamina após autorização médica. Alguns estudos apontam que a glutamina pode agravar tais condições.

Idosos também precisam ter cautela ao utilizar a glutamina como suplemento, já que sua função renal pode apresentar redução.

Algumas pessoas podem apresentar sensibilidade à glutamina. Por isso, é importante observar o aparecimento de qualquer reação após uso de suplementos a base desse aminoácido.

O consumo excessivo de glutamina (acima de 40 gramas ao dia), pode prejudicar a distribuição de outros aminoácidos nos tecidos, diminuir a absorção de aminoácidos pelo intestino, sobrecarregar os rins, causar prisão e ventre e reduzir a produção normal de glutamina pelo próprio organismo.

Como vimos, a glutamina é um aminoácido produzido naturalmente pelo corpo, mas que em algumas circunstâncias precisa de suplementação.

Em todos os casos, o ideal é ter a orientação de um nutricionista ou médico nutrólogo, para avaliar se realmente é necessário tomar suplementos à base de glutamina e, caso seja, prescrever doses adequadas e orientar a ingestão.

Leia Também:
Suplementos Alimentares Dicas e Orientações !

Whey Protein Isolado | As 6 Melhores Marcas!

Dieta Para Ganhar Massa Muscular

Cardápio Para Ganhar Massa Muscular

Suplementos Herbalife 24 Horas Funcionam?Quais os Benefícios

Lembramos que uma dieta balanceada é a melhor forma obter todos os nutrientes de que o corpo precisa, tanto para manter a saúde em dia quanto para ter melhores resultados com a prática de atividades físicas.

PROPAGANDA