Erva de São João Para Que Serve? Emagrece? Saiba Mais.

Não é difícil encontrar a erva de São João por aí. Embora ela seja nativa da Europa podemos encontrá-la hoje em várias partes do mundo, geralmente nas beiras das estradas, nas matas e no campo. Suas flores são amarelas e também são usadas para a fabricação de medicamentos, assim como as suas folhas.

Aliás, a erva de São João é utilizada como medicamento desde a Grécia Antiga! Podemos encontrar registros feitos por Hipócrates do uso terapêutico de suas flores, datados naqueles tempos!

Erva de São João Para Que Serve?

erva de são joão bula

erva de são joão bula

A erva de São João tem vários usos, mas o mais popular de todos é o uso como anti-inflamatório. Ela pode tratar espasmos musculares, tensão causada por esses espasmos e até cãibras. Ela também colabora na diminuição das palpitações, combate o mal humor, ajuda a aliviar os sintomas da menopausa e do déficit de atenção, além de acalmar o transtorno obsessivo compulsivo e acalmar a depressão sazonal.

Além desses usos mais comuns ela também é muito usada por aqueles que se sentem extremamente cansados, é boa para o combate aos sintomas da fibromialgia, a dor de cabeça crônica, às dores musculares, nos nervos, a síndrome do intestino irritável e também é parceira daqueles que desejam parar de fumar.

Em menor grau a erva de São João pode ser uma boa parceira daqueles que sofrem com câncer, com HIV/AIDS e Hepatite C.

Quais os Benefícios da Erva de São João?

A erva de São João funciona também como um eficaz placebo para aqueles que sofrem de depressão moderada.

Costuma funcionar tão bem quanto antidepressivos tricíclicos. Seu extrato tem a capacidade de melhorar o humor e diminuir consideravelmente a ansiedade e a insônia, tão comuns àqueles que estão deprimidos.

Para algumas correntes da psiquiatria é possível apontar a erva de São João como uma planta terapêutica interessante para se tomar junto aos antidepressivos.

No caso de uma depressão severa, no entanto, a erva de São João já não é tão poderosa, tão pouco eficaz. Não deve ser usada em conjunto com outros medicamentos nessas situações, tão pouco servir para substituí-los.

Outro ponto favorável ao consumo da erva de São João é que ela é um ótimo remédio para o combate aos ferimentos de pele, às queimaduras e às hemorroidas. Dois de seus componentes (hipericina e hiperforina) tem ação anti-inflamatória e antibacteriana. O tanino, também presente na planta, serve para aliviar as irritações comuns aos pequenos cortes.

Mas não para por aí! Como já comentamos anteriormente a erva de São João diminui os efeitos causados quando se retira a nicotina do nosso sistema, o que é fundamental para aqueles que estão parando de fumar. Com sua colaboração no controle da ansiedade conseguir largar o vício se torna ainda mais fácil!

A Erva de São João Emagrece?

De acordo com os resultados de alguns estudos a erva são joão colabora sim na perda de peso, mas não dá para chegar a uma conclusão definitiva. Uma coisa é fato: como ela realmente ajuda a diminuir a ansiedade aquelas pessoas que comem demais por serem ansiosas e assim entrarem em compulsão acabam não consumindo tanta comida, o que pode colaborar no emagrecimento.

Erva de São João Efeitos Colaterais

É importante saber que a erva são joão pode trazer alguns efeitos colaterais para uma parcela de pessoas. Entre eles estão sonhos vívidos demais, irritabilidade, fadiga, irritação estomacal, boca seca, tontura, maior sensibilidade ao sol, diarreia e formigamento. Esses efeitos costumam surgir quando são consumidas doses muito grandes do extrato dessa planta.

As grávidas e lactantes precisam evitar a erva de São João, porque já se sabe que seu consumo pode causar má formação nos fetos de mamíferos. Para aquelas que estão amamentando também é melhor evitar, porque ela pode causar apatia, cólicas e sonolência exagerada no bebê.