Bem Estar Wilder Patric

Algumas Dicas Importantes Sobre Enxaguante Bucal.

A gengivite é uma das formas mais comuns de doença da gengiva, mas, felizmente, também é uma das mais facilmente tratáveis, desde que você siga os conselhos do dentista e siga as práticas corretas de saúde bucal. Uma das coisas mais importantes que você pode fazer para garantir que sua boca permaneça saudável é usar bochechos. No entanto, existem muitos tipos de enxaguante bucal no mercado hoje em dia, e nem todos são formulados para lidar com os mesmos problemas tão efetivamente quanto os outros. Saiba mais no artigo de hoje!

Enxaguante bucal e gengivite

A gengivite quando o tecido gengival fica inflamado, tipicamente causada por uma reação à placa na superfície dos dentes por falta de escovação adequada e do uso de enxaguante bucal. Os pacientes que têm gengivite normalmente possuem gengivas inchadas doloridas ao toque e, em muitos casos, sangram durante a escovação ou o uso do fio dental. Se a gengivite não for adequadamente tratada, pode levar à periodontite, o que pode resultar em sérios danos às gengivas e, eventualmente, à perda dos dentes.

Enxaguante bucal e gengivite

Livrar-se da placa bacteriana é a chave para prevenir a gengivite, e a melhor maneira de fazer isso é através da escovação regular e do uso do fio dental. No entanto, um bom enxaguante bucal é uma forma eficaz de odontologia preventiva, pois pode ajudar a matar as bactérias que podem eventualmente se acumular na placa.

Enxaguante bucal com flúor

Muitos tipos populares de enxaguante bucal contêm flúor para revestir os dentes e fortalecer o esmalte dentário, evitando cáries. Embora esses tipos de enxaguantes bucais ajudem a fortalecer os dentes, eles não farão nada no sentido de prevenir ou tratar doenças da gengiva porque o flúor não funcionará com os ingredientes antibacterianos que combatem a placa bacteriana.

Hálito refrescante

Alguns bochechos são feitos com o objetivo de se livrar do mau hálito, ou pelo menos mascarar a halitose. Como muitas dessas marcas de enxaguante bucal usam ingredientes antibacterianos para eliminar o mau hálito, elas podem ser úteis na prevenção da gengivite.

No entanto, você deve consultar seu dentista a fim de ter certeza de que não precisa de algo mais forte. Um número crescente de novos enxaguantes bucais focados na eliminação do mau hálito surgiram nos últimos anos com o dióxido de cloro como ingrediente principal. Estes podem ser eficazes na neutralização de bactérias que podem causar mau hálito, mas podem não fazer muito em relação às bactérias que causam placa e gengivite.

tipos de enxaguantes bucais

Enxaguantes bucais antibacterianos

Existem muitos enxaguantes bucais vendidos sem receita médica que contêm ingredientes antibacterianos e podem ajudar a prevenir doenças nas gengivas quando combinados com escovação e uso adequado do fio dental, e esses são os mais recomendados pelos dentistas para o tratamento e prevenção da gengivite. Geralmente contêm óleos essenciais que matam as bactérias, como timol, eucaliptol, salicilato de metila e mentol.

Embora estes sejam os tipos mais eficazes de enxaguantes bucais vendidos sem receita médica para combater a gengivite, eles não são tão fortes quanto enxaguantes bucais contendo clorexidina, porque eles não duram tanto tempo dentro da boca. A clorexidina está disponível apenas em enxaguantes bucais de alta prescrição, pois pode causar manchas nos dentes e seu uso deve ser monitorado pelo seu dentista.

Se não for tratada, a gengivite pode levar a problemas muito mais sérios no caminho para as gengivas e dentes. Escovar e usar o fio dental conforme recomendado pelo seu dentista são os passos mais importantes que você pode tomar para evitar a gengivite. Embora adicionar o enxaguante bucal correto à sua rotina, pode ser útil para prevenir o acúmulo de placa bacteriana e livrar sua boca das bactérias que podem causar gengivite.

Se você está procurando um enxaguante bucal que possa ajudá-lo especificamente na prevenção ou tratamento da gengivite, converse com seu dentista em primeiro lugar. Mas da próxima vez que você estiver na farmácia ou drogaria, reserve um momento para ler os ingredientes do seu enxaguante bucal preferido e certifique-se de que os ingredientes ativos realmente farão a diferença. Nem todos os enxaguantes bucais são iguais, então faça sua pesquisa.

Enxaguantes bucais naturais

Bom, agora que já falei sobre os enxaguantes bucais vendidos nos supermercados e farmácias, ou seja, produtos farmacológicos, confira uma lista de enxaguante bucal natural. Você mesmo(a) pode fazer em sua casa usando os ingredientes abaixo:

  • canela e cravo
  • vinagre de maçã
  • hortelã-pimenta
  • salsa e hortelã
  • água salgada morna
  • sementes de cominho

Existe uma planta chamada “neem”, a qual eu nem conhecia antes dessas pesquisas, aliás. Pelo que pesquisei, trata-se de um remédio antigo para sangramento nas gengivas e para diminuir o nível de bactérias nocivas na boca. Tem propriedades terapêuticas e anti-bacterianas, além de prevenir cáries.

Enxaguante bucal qual devo usar? Dicas e Orientações!

Então é isso. Espero que o artigo lhe seja útil e sirva para tirar suas dúvidas. Continue acompanhando o blog e fique por dentro de diversos assuntos interessantes na área da saúde. Até a próxima publicação!!

| Website

Wilder Patric dos Santos é Licenciado em Letras pela Faculdade de Ensino e Pesquisa de Itajubá (FEPI) e adora ler e compartilhar informações sobre saúde na internet. Possui quase 10 anos trabalhando com sites, SEO, redação para blogs e afins. 

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.