Dietas

Dieta Vegana: Como Seguir e Dicas de Cardápio

Dieta Vegana: Como Seguir e Dicas de Cardápio
5 (100%) 1 vote

Não basta ser vegetariano, é necessário ser vegano. Quem ama os animais e não vê a necessidade de matá-los para sobreviver, acaba adotando uma dieta vegetariana ou, ainda mais radical, uma dieta vegana.

Uma das grandes preocupações de quem é ou deseja se tornar vegano é a falta de proteína. Esse nutriente é essencial para que a vida aconteça, afinal de contas, tudo no nosso corpo (ou quase tudo), é fabricado a partir de cadeias de aminoácidos sintetizadas pelo material genético.

O que é veganismo

O veganismo é mais que uma dieta vegetariana, é um modo de viver, um estilo de vida. Os veganos não comem nada que seja de origem animal como carnes, ovos, leites e qualquer outra coisa que venha dele. Também não usam nada que seja feito de pele de animal como roupas e acessórios.

dieta vegana cardapio

Dieta vegana cardápio

Para alguns é uma vida um pouco restrita, mas há a satisfação de saber que você está ajudando os animais. Isso é um estímulo e tanto! Afinal de contas, a criação de gado em larga escala consome grande parte da nossa água doce e ainda ajuda a intensificar o efeito estufa.

Problemas na dieta vegana

O estilo de vida vegano vem se popularizando no país: em 2012, cerca de 8% dos brasileiros se declaram veganos, ou seja, são mais de 15 milhões de pessoas.

A dieta vegana pode ser um pouco difícil de seguir. A redução da quantidade de proteína pode ser um problema para muitos, mas a verdade é que, se comermos a porção ideia de vegetais, podemos garantir as taxas proteicas diárias que o nosso corpo precisa.

E, além das proteínas, também precisamos pensar no ferro, que está presente em grande quantidade na carne, e que é essencial para o nosso corpo. Os veganos e vegetarianos precisam se preocupar com a suplementação desse sal mineral já que ele não é tão bem absorvido por essa população.

Outro problema é quanto à vitamina D, essencial para uma boa absorção de cálcio pelo organismo. As baixas taxas dessa vitamina também podem dificultar o estoque de cálcio nos ossos e a distribuição desse nutriente para algumas funções básicas como a contração muscular.

Como resolver

O primeiro passo deve ser consultar um nutricionista para que ele faça um planejamento da sua alimentação daqui por diante. Caso não tenha como pagar um, o ideal é aumentar a variedade de alimentos com mais frutas, verduras, cereais, oleaginosas e outros.

Faça boas combinações, assim, um alimento que tem pouco de um aminoácido, mas muito de outros, pode ser combinado com um que tenha a situação contrária. Por exemplo, os cereais oferecem uma porção pequena de lisina, já o feijão tem muito desse aminoácido.

Alguns alimentos possuem substâncias que impedem a absorção de outras, um bom exemplo é o grão de bico. Para resolver o problema, basta cozinhá-lo, pois o calor destrói o inibidor.

Apostar em suplementos também é uma boa pedida e também pode se tornar uma alternativa prática. Existem diversos suplementos veganos como, por exemplo, a proteína do arroz e da ervilha e são facilmente encontrados. Além disso, os suplementos de vitamina B12 e cálcio devem ser olhados com mais atenção.

Sugestão de cardápio

Café da manhã: 300 ml de uma bebida (suco de alguma fruta, leite de soja, amêndoas e outros do tipo), pão integral com pasta de amendoim ou qualquer creme vegetal.

Lanche da manhã ou da tarde: frutas em geral e oleaginosas.

Almoço: hortaliças como a alface, rúcula, espinafre e outras, panqueca com massa vegetariana, salada e verduras cozidas.

Jantar: sopa de verduras, pão integral, caldos.

Ceia: iogurte vegetal, sucos, biscoito integral e outros.

Leia Também: → MC: Como Calcular e Saber Seu Peso Ideal!

Dê a sua sugestão de dieta vegana. O que você come? Qual é a sua maior dificuldade em manter esse estilo de vida? Comente sobre isso!

Comentários no Facebook

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.