Creatina: Suplemento Alimentar Para os Músculos

Creatina é um suplemento alimentar para turbinar músculos e aumentar a energia, confira.

A creatina é um dos suplementos alimentares que mais gera duvidas em relação ao consumo e chegou a ser proibido pela ANVISA durante um período, sendo esta proibição revogada após inúmeras pesquisas quanto aos benefícios do seu uso por atletas.

A substancia é produzida naturalmente pelo nosso organismo a partir do consumo de carnes vermelhas, aves e peixes e, portanto, a creatina não é um medicamento, mas sim um nutriente, cuja molécula é sintetizada a partir dos aminoácidos lisina, metionina e arginina. Sua função principal é produzir e armazenar energia, por isso essa suplementação é tão importante para os atletas, porque sustenta os músculos nos exercícios de velocidade, potencia e força.

Em resumo, isto significa que serve como um combustível para os treinos e permite que se obtenha um volume de trabalho mais duradouro, de maior consistência.

Benefícios da Creatina 

Os benefícios de tomar esse suplemento estão intimamente ligados à pratica de exercícios físicos com melhora dos resultados finais. Como exemplo disto, podemos considerar:

  • Melhora da resistência muscular;
  • Aumenta a potência anaeróbica nos treinos;
  • Melhora a força máxima;
  • Aumento da massa magra.

Quem Pode Tomar Creatina e Por Que Usar o Suplemento?

Por se tratar de um suplemento muito importante para o ganho de massa muscular e no aumento do desempenho durante os treinos, é  também ideal para quem pratica exercícios anaeróbicos e deseja obter mais energia, com resultados mais rápidos.

creatina universal

Embora seja produzida pelo nosso organismo, nenhum alimento é rico o suficiente para oferecer os 5 gramas de creatina por dia que um atleta de alto desempenho precisa. Por isso, a suplementação é necessária para se obter resultados superiores, principalmente em exercícios de curta duração (também conhecidos como de explosão), os quais exigem muito dos músculos, como numa corrida de 100 metros, por exemplo.

A creatina não é o suplemento ideal para oferecer resultados de alto desempenho nos exercícios de longa duração.

É importante consultar um médico ou nutricionista antes de começar a dosagem diária do suplemento, pois cada organismo tem suas necessidades e limitações, as quais devem ser respeitadas para que se evitem riscos à saúde.

Dosagem Recomendada de Creatina

A suplementação pode ser feita diariamente, 1 hora antes do começo das atividades físicas ou logo após o termino dos treinos de alta intensidade.

O suplemento pode ser encontrado nas opções em pó ou xarope. A dosagem inicial deve ser entre 20 e 30 gramas diárias na primeira semana, o que vai promover o aumento de 25% nos níveis da substancia no organismo.

Durante a fase de manutenção, o consumo passa a ser de apenas 2 a 3 gramas por dia de, diluídos em 50 ml de água e administrados por cerca de 2 a 3 meses – sempre sob orientação de um médico ou nutricionista especializado.

Efeitos Colaterais na Superdosagem de Creatina

Tal como acontece com qualquer suplemento alimentar, o consumo em excesso pode trazer riscos para a saúde.

O exagero na suplementação de creatina pode causar sobrecarga e  problemas nos rins e fígado, como a insuficiência hepática ou renal, já que estes são os órgãos responsáveis pela sua síntese no organismo.

É importante planejar e programar alguns ciclos de consumo do suplemento, para que o organismo não deixe de produzir a creatina naturalmente. Outra orientação básica é que qualquer problema de saúde pré-existente deve ser levado em conta antes de iniciar o uso deste suplemento.

Álcool Não Combina com Creatina

O consumo de álcool provoca o efeito contrario do que se espera da suplementação de creatina. Enquanto a substancia retém água nos músculos para fornecer-lhes energia rápida ou energia explosiva, o álcool é diurético, portanto provoca a eliminação destes líquidos. Consumir bebida alcoólica durante a suplementação de creatina compromete os efeitos esperados.

Especialista Explica Como Esse Suplemento Age no Nosso Organismo.

https://www.youtube.com/watch?v=es1nzBZ279g#t=18

Você tem mais alguma duvida ou informação nova a respeito? Compartilhe conosco nos comentários!