Cloreto de Sódio: Benefícios e Malefícios

A princípio, o termo cloreto de sódio pode parecer algum tópico das aulas de química do colégio, mas se trata de um assunto importante para qualquer pessoa.

Ele está presente em nossa alimentação diária e é fundamental para alguns processos vitais. Mas afinal, o que é o cloreto de sódio? Sal e cloreto de sódio são a mesma coisa? Todos os tipos de sal contêm cloreto de sódio?

Neste artigo, responderemos a essas dúvidas e falaremos sobre os benefícios e malefícios que a ingestão pode trazer à saúde.

O que é cloreto de sódio?

O que é cloreto de sódio?

O cloreto de sódio (NACL) é um composto que se apresenta na forma de cristais brancos, formado por 2 minerais: cloro (60%) e sódio (40%).

PROPAGANDA

Alimentos que contêm cloreto de sódio

O sal refinado, conhecido popularmente como sal de cozinha ou sal de mesa, tem em sua composição mais de 99% de cloreto de sódio. O sal também contém iodo, que é adicionado no processo industrial, por questão de saúde pública (para prevenir a carência desse mineral na população) e substâncias que evitam que o sal absorva água em excesso. Portanto, todos os alimentos que levam sal contêm cloreto de sódio.

O cloreto de sódio é encontrado em minas naturais de sal e principalmente, obtido através da água do mar, que após passar por um processo de evaporação, resulta em sal não refinado, ou sal marinho.

Cloreto de sódio e os diferentes tipos de sal

Conforme exposto, o sal de cozinha comum é composto principalmente por cloreto de sódio, além de receber adição de iodo. Entretanto, há outros tipos de sal disponíveis no mercado. O que os diferencia do sal refinado é a quantidade de cloreto de sódio existente em cada um e a presença de outros minerais, que são perdidos no processo de industrialização do sal comum.

Entre as variedades de sal existentes, podemos citar:

  • Sal grosso; possui o mesmo percentual de cloreto de sódio do sal de cozinha refinado, a diferença está apenas no tamanho dos cristais. Existem versões de sal grosso com e sem adição de iodo.
  • Sal light; é composto por cloreto de sódio e cloreto de potássio na mesma proporção.
  • Sal líquido; nada mais é do que cloreto de sódio puro, diluído em água mineral.
  • Sal marinho; tipo de sal não refinado ou pouco processado. Também é composto principalmente por cloreto (acima de 90%), mas como não é refinado, costuma preservar pequenas quantidades de minerais, como magnésio, potássio, ferro e cálcio.
  • Sal rosa do Himalaia; sua coloração rosada é resultante presença de traços de óxido de ferro em sua composição. Contém 85% de cloreto de sódio e mais de 80 outros minerais.

O sal marinho e, sobretudo o sal do Himalaia, são apontados por alguns como alimentos benéficos, por conterem mais minerais em relação ao sal refinado e serem supostamente “naturais”. Há inclusive quem atribua propriedades curativas a esses dois tipos de sal.

Entretanto, em entrevista publicada no site da Sociedade Brasileira de Hipertensão, Marcia Maria Godoy Gowdak, Diretora do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do estado de São Paulo, alerta que nenhum tipo de sal deve ser utilizado como estratégia para enriquecer a alimentação.

Isso significa que o consumo desses sais deve estar dentro dos limites estabelecidos para ingestão diária, pois eles também são compostos principalmente por cloreto de sódio.

No caso do sal light, o que possui o menor percentual do cloreto, pessoas com problemas renais não devem utilizá-lo, já que ele pode ocasionar um acúmulo de potássio no organismo destes indivíduos. O sal light é indicado para quem sofre de hipertensão.

Benefícios

O cloreto de sódio desempenha um papel fundamental na regulação do volume de líquidos no organismo e na manutenção da pressão arterial.

Ele também é de extrema importância para o perfeito funcionamento dos mecanismos de comunicações entre as células de nosso corpo. Tais mecanismos estão diretamente relacionados à transmissão de impulsos nervosos, assim como aos movimentos de contração e relaxamento dos músculos.

O consumo em quantidades adequadas mantém a normalidade dessas funções.

Malefícios

A Sociedade Brasileira de Hipertensão recomenda o consumo diário máximo de 5 gramas de cloreto de sódio (sal), o equivalente a 1 colher de café. Quando ingerido em excesso, pode trazer consequências negativas para a saúde. Entre elas estão:

  • Retenção de líquidos. Esse efeito é causado pela propriedade osmótica do cloreto de sódio, que atrai as moléculas de água. Uma das consequências visíveis da retenção de líquidos é o inchaço na região do abdômen, pernas e pés.
  • Aumento da pressão arterial; após ser consumido, é absorvido pelo intestino e entra na circulação sanguínea. Quando há uma grande quantidade desse cloreto dentro dos vasos sanguíneos, o organismo eleva a pressão arterial para aumentar o fluxo de sangue e equilibrar a falta de água.
  • Maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares; a pressão arterial elevada lesiona a camada interna dos vasos sanguíneos, o que faz com que eles tenham maior chance de entupir ou se romper. O entupimento de um vaso sanguíneo no coração pode resultar em um infarto. E se um rompimento ocorrer no cérebro, ocorrerá um Acidente Vascular Cerebral (AVC).
  • Osteoporose; uma quantidade elevada de sódio no organismo leva à perda de cálcio, o que provoca o enfraquecimento dos ossos.

Cloreto de sódio: soro fisiológico

O soro fisiológico é uma solução composta por cloreto de sódio e água destilada, amplamente usada na medicina. O soro fisiológico pode ser empregado para:

  • Hidratar e limpar o nariz em quadros de gripe e alergias.
  • Limpar ferimentos.
  • Higienizar lentes de contato.
  • Fazer nebulizações, sozinho ou associado a medicamentos.
  • Repor líquidos e eletrólitos em caso de desidratação, sendo administrado por via intravenosa.

Ao longo deste artigo, mostramos o que é o cloreto de sódio e porque ele muitas vezes é empregado como sinônimo de sal.

Veja! Vídeo tudo a respeito sobre o sal de cozinha. Dicas e Orientações Importantes.

Leia Também:

•   Sal na Alimentação Aprenda Como Substituir!

•  Alimentação Saudável e Equilibrada | 10 Dicas Valiosas

•  Como diminuir o colesterol ruim: alimentos, chá, dieta

Como vimos, o cloreto de sódio é um composto de extrema importância para manter o funcionamento de nosso organismo. O problema é seu consumo excessivo, através do sal na alimentação, que pode ter como consequência o aparecimento de sérios problemas de saúde.

Esperamos ter esclarecido suas dúvidas sobre o tema.

PROPAGANDA