Chocolate Amargo: Benefícios e Composição.

Ao contrário do chocolate ao leite, o chocolate amargo não possui um teor elevado de gorduras e açúcares e é rico em substâncias como antioxidantes, entre outras. Isso se deve ao fato dele possui uma quantidade maior de cacau presente na sua composição.

E por que as pessoas não gostam muito desse tipo de chocolate? É simples: o elevado teor de cacau, apesar de trazer muito mais benefícios, também confere ao alimento um sabor mais forte e amargo.

Vamos agora descobrir um pouco mais sobre ele, sua composição, os prós e contras do seu consumo e outras informações relevantes.

Composição do chocolate amargo

Existem diversas versões do chocolate amargo e você pode diferenciá-los de acordo com a quantidade de pó de cacau que possuem. Quanto mais desse ingrediente, mais benefícios essa versão consegue trazer para a nossa saúde.

Para isso, é necessário que o chocolate tenha, pelo menos 70% de sua composição em cacau, ou melhor, de amêndoa de cacau. Essa parte fica dentro do fruto, ou seja, são as sementes do cacau e ela contém boas porções de flavonoides, zinco, ferro e outras substâncias igualmente nutritivas. A partir dessa amêndoa, podemos ter dois ingredientes: a manteiga de cacau (uma espécie de óleo) e o pó que é feito a partir da extração da manteiga.

PROPAGANDA

Um bom chocolate amargo, além do sabor diferenciado do chocolate comum, também possui um preço mais elevado. Isso porque, a manteiga de cacau costuma encarecer o produto devido à dificuldade no momento da extração.

Os diversos benefícios do chocolate amargo

chocolate amargo benefícios

Controla o colesterol ruim

Existe um flavonoide presente no cacau em pó chamado de epicatequina que consegue reduzir as taxas de colesterol ruim, ou seja, o LDL. Em excesso, ele se acumula na parede dos vasos sanguíneos aumentando a pressão arterial. Além disso, ele também eleva o nível do bom colesterol, também conhecido como HDL que, por sua vez, também ajuda a diminuir o LDL.

Por consequência, outro benefício do chocolate amargo para a saúde acaba sendo o fato dele diminuir e ajudar no controle da pressão. Sendo ótimo para pessoas com predisposição para a hipertensão ou aqueles que são portadores da doença.

Reduz o risco de câncer

O câncer tem uma relação direta com a oxidação do material genético. Essa oxidação modifica a cadeia de DNA promovendo um tipo de “erro” dentro da célula. Ao se multiplicar durante a mitose, esse mesmo erro acaba passando para as recém-criadas e assim, o tumor vai se formando. Por ser rico em substâncias antioxidantes, ou seja, substâncias que reduzem essa oxidação, o chocolate amargo é um ótimo aliado.

O chocolate amargo melhora o metabolismo

Uma das propriedades do chocolate amargo é o fato dele acelerar o metabolismo, ou seja, ele faz com que o nosso corpo precise de mais energia para exercer suas funções. A presença de gorduras monoinsaturadas é um dos motivos: elas ajudam a mobilizar o gasto energético do estoque de gordura presente no tecido adiposo.

Outro possível motivo para isso é o fato de conter cafeína em sua composição. A cafeína é uma substância que ajuda a acelerar o metabolismo.

Chocolate amargo para emagrecer

Chocolate amargo para emagrecer

Esse é um dos benefícios que muitas pessoas espalham sobre o chocolate amargo e não é falso. Pesquisas apontam que o consumo desse alimento aumenta a produção de leptina, um hormônio que promove maior sensação de saciedade. A presença da cafeína também deve ser levada em consideração.

O mais importante é entender que tudo em exagero não faz bem a nossa saúde. Portanto, ainda que o chocolate amargo seja benéfico, a quantidade máxima indicada para o consumo diário é de apenas 30 gramas. Não podemos nos esquecer de que se trata de um alimento calórico.

Outro alimento que também acelera o metabolismo e ajuda na perda de peso e a pimenta. Veja outros benefícios que ela oferece!

PROPAGANDA