BULIMIA:COMPORTAMENTO,RISCOS, CAUSAS E TRATAMENTO.

O famoso padrão de beleza mundial, imposto pela mídia e pelo mundo fashion, está levando muitas mulheres, principalmente adolescentes, a colocarem sua saúde em risco em busca de um corpo magro. A bulimia é um dos resultados mais imediatos dessa busca pela perda de peso a qualquer custo.

A bulimia é uma doença caracterizada pela compulsão por alimentos e pela indução do vômito para eliminar a comida ingerida. Esse transtorno alimentar é muito grave e pode até levar à morte caso a doença não seja tratada adequadamente.

Señal borracho

Geralmente, a bulimia se desenvolve progressivamente. A doença promove episódios regulares de uma alimentação descontrolada, seguidos pelo uso de laxantes ou pelo vômito forçado para inibir o ganho de peso. A bulimia pode ser desenvolvida tanto por homens quanto por mulheres. O problema pode vir associado a comportamentos depressivos e à sensação de medo e culpa.

A família precisa ficar atenta aos sinais da bulimia, pois a doença avança rapidamente e pode levar a danos muito prejudiciais à saúde. O comportamento bulímico é gerado pela ansiedade, por traumas, por problemas psicológicos, por fatores genéticos e até por preconceito da sociedade.

Os principais sintomas são o excesso de alimentação e a mudança de comportamento. As pessoas que sofrem de bulimia geralmente se enxergam mais gordas do que realmente são. Essa falsa imagem de si próprio faz com que as crises de bulimia se tornem cada vez mais frequentes.

A bulimia pode causar danos aos dentes e às gengivas, boca seca, rompimento de vasos sanguíneos nos olhos, depressão e desidratação. O diagnóstico precoce é fundamental para preservar a dignidade e a saúde das vítimas de bulimia.

O tratamento da bulimia deve ser feito com o apoio de grupos de discussão, sessões de terapia comportamental e acompanhamento de uma nutricionista. O tratamento também conta com a indicação de medicamentos antidepressivos. O apoio da família também é fundamental para ajudar os pacientes com bulimia a superarem o problema.

Quando não tratada, a bulimia pode gerar inflamações na garganta, anormalidades eletrolíticas, pancreatites, lesões no esôfago e até hemorroidas. A evolução da doença pode causar danos permanentes à saúde.

[ninja-inline id=455]