Buchinha do Norte Aborta? Efeitos Colaterais e Como Usar

Também conhecida como cabacinha e bucha do norte, a buchinha do norte é uma planta muito popular no Brasil. Se atribui a ela propriedades descongestionantes, sendo por isso tradicionalmente utilizada no tratamento da rinite e da sinusite.

Entretanto, um dos efeitos mais comentados e discutidos da bucha do norte (cujo nome científico é Luffa operculata) é sua ação abortiva.  Acredita-se que a ingestão do chá de buchinha do norte pode provocar o aborto.

Mas, afinal, buchinha do norte aborta? Como usar a buchinha para tratar a rinite e a sinusite? Que efeitos colaterais a buchinha do norte pode trazer à saúde? Neste artigo, estas perguntas serão respondidas.

Características da buchinha do norte

A buchinha do norte é uma trepadeira, encontrada em todo o Brasil. Se parece com a bucha vegetal, utilizada para banho, mas seus frutos são menores e mais arredondados.

BUCHINHA DO NORTE ABORTA

Fonte: wikipedia.org

Também é chamada de buchinha, cabacinha, abobrinha do norte, abobrinha do mato, capa de bode e bucha do norte.

 O nome científico da buchinha do norte é Luffa operculata, da família Cucurbitaceae. Para uso medicinal, utiliza-se o fruto seco da buchinha do norte.

Buchinha do norte aborta?

O chá de bucha do norte é altamente tóxico e pode provocar aborto. Muitas mulheres dão entrada em hospitais e pronto socorros do país em decorrência dos efeitos colaterais do chá de buchinha do norte, após tomá-lo para interromper uma gestação.

Os efeitos colaterais do chá de buchinha costumam surgir 24 horas após sua ingestão e incluem: fortes dores de cabeça, náuseas, vômitos, dores no abdômen, podendo evoluir para hemorragias, coma e morte.

Acredita-se que a substância tóxica causadora de tais efeitos, incluindo o aborto, seja a isocucurbitacina B, presente na bucha do norte. Pesquisas científicas buscam analisar o efeito abortivo do chá de buchinha do norte e seu potencial em causar má formação do feto, quando o aborto não ocorre.

Um estudo realizado na UFMS testou o efeito abortivo da buchinha em ratas prenhes. A pesquisa concluiu que o extrato da planta teve ação abortiva nos animais.

Outra pesquisa, desenvolvida na UFRGS, utilizando camundongos como cobaias, buscou verificar o efeito abortivo do chá da bucha do norte e identificar em que período da gestação esse efeito ocorria.

O estudo concluiu que é provável a ação abortiva da bucha do norte no período em que ocorre a implantação dos embriões no útero. Além disso, os resultados mostraram que não se pode desconsiderar um efeito de má formação do feto e prejuízos ao seu desenvolvimento.

O que se pode concluir é que o chá dessa planta não deve ser ingerido de forma alguma, seja com a finalidade de provocar aborto ou por qualquer outro motivo.

Além dos graves efeitos colaterais que se pode ter ao tomar o chá da bucha, que incluem coma e óbito, caso o aborto não ocorra, o feto poderá ter malformação ou não se desenvolver normalmente.

Efeitos colaterais da buchinha do norte

No tópico anterior, falamos dos efeitos colaterais da ingestão da bucha em forma de chá: dores de cabeça, dores na barriga, vômitos, hemorragia, coma e morte.

Mas a utilização da buchinha do norte na forma de infusão, aplicada no nariz para tratar rinite e sinusite, também pode trazer malefícios. Nesses casos, quando usada em excesso, a solução de buchinha do norte pode causar sangramento no nariz, irritação da mucosa nasal e até mesmo perda total do olfato.

Entretanto, o uso correto da buchinha do norte é realmente uma alternativa natural muito eficaz para tratar a rinite e a sinusite.

Como usar a buchinha para tratar rinite e sinusite

A inalação feita com bucha do norte torna as secreções mais fluídas e provoca sua drenagem das fossas nasais, rinofaringe e seios paranasais. Ela ainda ajuda a mucosa do nariz a se restaurar. Por isso traz tanto alívio, sobretudo para a dor de cabeça, nos quadros de rinite alérgica e sinusite.

Tanto que um famoso medicamento para sinusite, o Sinustrat, tem em sua composição a Luffa operculata (buchinha do norte).

Pingar a infusão de buchinha do norte no nariz só deve ser feito com a orientação de um profissional de saúde habilitado, pois pode causar os efeitos colaterais anteriormente citados.

E mesmo a inalação não deve ser feita mais de 2 vezes por dia, sob o risco de irritar a mucosa do nariz.

Inalação com buchinha do norte

Para preparar a infusão, deve-se cortar uma buchinha do norte seca em 4 partes iguais. Colocar 1 dessas partes em um recipiente e despejar ½ litro de água fervente, fazendo em seguida a inalação do vapor.

Outras aplicações da buchinha do norte

A infusão da buchinha também pode ser usada para lavar ferimentos e lesões de herpes, já que a planta tem propriedades antissépticas. Entretanto, essas formas de uso ainda não foram cientificamente analisadas.

Vendida livremente em feiras livres, lojas de produtos naturais e sites da internet, a buchinha é uma planta medicinal que deve ser utilizada com cautela.

Como vimos, o chá de bucha do norte é altamente tóxico, capaz de provocar aborto, má formação fetal, levar ao coma e à morte.

Veja depoimento em Vídeo, [Sinusite Curada com o uso da Bucha do Norte].

Por outro lado, a buchinha do norte é de grande utilidade para o tratamento da rinite alérgica e sinusite, oferendo uma alternativa natural para alívio de seus sintomas. Conhecendo as propriedades da planta, fica mais fácil aproveitar seus benefícios sem pôr a saúde em risco. Essa é a finalidade deste artigo.