Aspargos: Benefícios e Como Fazer.

O aspargo não é o vegetal mais famoso na mesa do brasileiro, mas deveria ser. Ele é conhecido desde os tempos da Roma Antiga e já era cultivado e valorizado como alimento há 200 anos a.C. Ele possui muitas vantagens como o fato de ser pouco calórico e extremamente nutritivo, sendo excelente para quem quer manter a saúde em dias e também para aqueles que estão tentando perder peso.

Aspargos: Benefícios

Aspargos Benefícios

Ajuda na perda de peso

Por ser muito nutritivo e pouco calórico, o aspargo é uma ótima opção de alimento para por na dieta. Assim torna-se mais um alimento para por no cardápio, variando as refeições e comendo de forma saudável.

Outra vantagem aqui é o fato dele ser rico em fibras. Dessa forma, além de regular o funcionamento do intestino, também aumenta a sensação de saciedade evitando que você sinta fome com frequência.

É claro que, comer aspargos, por si só, não emagrece, mas ele ajuda, pois aumenta a variedade de alimentos na dieta e também promove saciedade. Uma dieta balanceada deve ser sempre aliada à prática de exercícios físicos.

PROPAGANDA

Atua como diurético

Acredita-se que, pelo fato de conter vitamina K, o aspargo também consiga agir como um bom diurético e assim, “limpe” o sangue, diminuindo as toxinas presentes nele. Além disso, também consegue eliminar o excesso de líquidos do corpo, especialmente o edema que é formado próximo ao tecido adiposo, já que as células de gordura causam inflamação.

Melhora a saúde do sistema cardíaco

A homocisteína é vista hoje como um “novo tipo” de colesterol e, quando em maiores quantidades, representa um fator de risco para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares.

Algumas vitaminas do complexo B presentes no aspargo ajuda na regulação da homocisteína e assim, reduz os riscos de doenças cardíacas. A quantidade de substâncias antioxidantes também deve ser levada em consideração, pois auxilia na redução do colesterol ruim.

Outro nutriente presente no aspargo é a asparagina. Esse aminoácido consegue reduzir o excesso de sal presente na corrente sanguínea. Nós temos o pleno conhecimento de que a ingestão de sal superior a adequada (até 5 gramas por dia), pode aumentar a pressão arterial.

Reduz o risco de diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 é uma doença metabólica que afeta, principalmente, os idosos. Há uma resistência aos efeitos da insulina e assim, os níveis de glicose na corrente sanguínea ficam altíssimos. A diabetes não tem cura, mas pode ser controlada com algumas medidas, especialmente com uma mudança de hábitos alimentares.

O aspargo possui substâncias que melhoram o funcionamento das células beta — células responsáveis pela produção de insulina — e assim, consegue reduzir as chances do indivíduo desenvolver esse tipo de diabetes.

Melhora a saúde na gestação

Gestantes precisam ser o máximo de cuidado com a alimentação e quanto mais nutrientes ela ingerir melhor para si e para o bebê.

No caso do aspargo, é encontrado nele uma substância já bastante conhecida como benéfica para as grávidas: o folato. É a partir dele que se forma o ácido fólico, essencial para o fechamento do tubo neural da criança, evitando diversos problemas como a espinha bífida.

Fortalece o sistema imune

A presença de vitamina E no aspargo ajuda no fortalecimento do nosso sistema imune. Ele é formado por diversos tipos de células de defesa que são as responsáveis por destruir diversos agentes invasores como vírus e bactérias.

Além de melhorar as defesas do corpo, a vitamina E melhora a saúde do coração, é um agente antioxidante, deixa a pele mais bonita, ajuda no ganho de massa muscular e também na perda de peso.

Alivia os sintomas da menopausa

A menopausa é uma condição que afeta todas as mulheres que possuem entre 45 e 55 anos e provoca diversas mudanças hormonais. Estas, por sua vez, causam uma série de sinais e sintomas que podem ser bem desconfortáveis: depressão, insônia, ondas de calor, perda de massa óssea, entre outros.

Uma das alternativas que as mulheres têm hoje é a reposição hormonal, mas já há estudos confirmando que esse tipo de tratamento pode causar câncer. Então, uma alternativa ainda melhor é o uso de fitoestrógenos.

Os fitoestrógenos são substâncias que possuem estrutura molecular bem semelhante aos hormônios perdidos durante a menopausa. Assim, a ingestão deles consegue reduzir os sintomas causados por essa condição. O aspargo é rico em fitoestrógenos e, por isso, pode ajudar diversas mulheres a passar pela menopausa.

Aspargo: contraindicações

Mesmo sendo um alimento rico em substâncias nutritivas, o aspargo não deve ser consumido por pessoas que apresentam algum tipo de disfunção renal, como cálculos e desequilíbrio do ácido úrico. E, mesmo sendo benéfico para o diabético, o nutrólogo ou nutricionista devem ser consultados por esse grupo antes de adicionar o alimento à dieta.

Pessoas que apresentam reações alérgicas a diversos tipos de alimentos, também não devem consumir aspargo.

Aspargo: Como fazer

Leia Também:

  O que é escarola, como fazer, benefícios e muito mais!

 Os Benefícios da Taioba Para a Saúde

 Antibióticos Naturais Para Garganta, Feridas e Infecção Urinaria.

E você? Como prepara o seu aspargo? Deixe a receita aqui e ajude outras pessoas a colocar esse importante alimento nas refeições!

PROPAGANDA